quarta-feira, julho 22

Fora de horas

A vida traz-nos surpresas que aparentemente não passam de circunstâncias perfeitamente normais, mas que podem ser regeneradoras de uma forma de VIVer.
Ontem, já quando me preparava para arrumar as tralhas, depois de mais um serão de trabalho, chegaram e sentaram-se lá comigo. Foi mesmo inesperado, não só pela hora mas também por terem-no feito.
Quando se acompanha e se VIVe o crescimento deles de uma forma apaixonada, acaba-se por fazer destes encontros, ainda que pequeninos e fora de horas (estava mesmo a precisar de dormir), momentos de verdadeira paz, de como sentimos que nos outros, nos encontramos a nós próprios nesse magnífico sentimento de se dar.
Não é um sentimento paternalista, nem de modo algum o paternalismo possa ser comparado, mas não é fácil não os considerar também como 'meus', como um barro a que dei forma sob a inspiração do Amor que em mim se manifestou e se manifesta VIVo.
Mesmo fora d ehoras, foi uma surpresa bonita e foi mesmo bom aquele tempinho... até dormi melhor... :)

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home