quinta-feira, maio 18

Bibinha, fresca a Saltar


Tou no final do concerto dos Blind Zero.
Nas que eu me meto...
Diz ele aqui ao lado que 'Tá muio acústico'...
Olho à minha volta e vejo o pessoal todo a vibrar com os acordes de "Skull". Os cabelos esvoaçantes, as bengalas de finalista, algumas cartolas... passou um copo de cerveja... voam como sobre a multidão qual velas saídas de um filme do Harry Potter... pergunto-me pelas formas de viver de cada um e do que elas têm e comum e por momentos deixo-me ficar absorvido nestas meadas entrelaçadas e nas palavras que saltam, soltas, ao ritmo do baixo, para o bloco. Volto a mim com o seu regresso para mais uma... dada a hora, espero que seja só mais uma.
Vinha para viver e sentir um concerto do Jorge Palma. Sinto-me agora com mais necessidade de viajar à "Terra dos Sonhos" para repor a memória e recuperar a transparência da maresia sobre o odor de toda esta sardinha, fresca, vivinha, a saltar, por entre a espuma ondulante do mar.
...
Procuro deixar-me embalar nos tons compostos do piano, no timbre metálico da electro-acústica e deixar-me ficar acordado pela minha noite dentro, em melodias e viagens, de paragens, de dias e imagens que encontro, aqui, num outro lugar, onde vivo, aconchegado, iluminado, guiado pela minha "Estrela do Norte", que, do sul, chega, agora, para me embalar.

1 Comments:

Anonymous eniel said...

Bibinha, fresca a Saltar?! sabe-se la do q estas a falar..... certamente nao era cerveja. lol. Gostei da meditação da "Skull"..... E lembra-te sempre que apesar de ser "Skull" pode parecer "muito acústico" lllooolll
73

18 maio, 2006 15:10  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home